António Pedro Cerdeira

Ator

Natural de Monte Estoril Cascais.

 

Cursou Formação de Actores na Escola Profissional de Teatro de Cascais e estagiou, sob a direcção de Carlos Avilez no Teatro Experimental de Cascais onde integrou o elenco de inúmeras peças, destcando-se O Pranto e As Almas e Breve Sumário da História de Deus de Gil Vicente, A Morte de Danton de Büchner, Auto Das Regateiras de Ribeiro Chiado, Rei Lear de Shakespeare, Rei Leandro de Alice Vieira, Lua Desconhecida de Miguel Rovisco, Ensina-me a Viver de Colin Higgins, Alta Vigilância e Os Biombos de Jean Genet. No Teatro Nacional D. Maria II participou em As Fúrias de Agustina Bessa-Luís, dirigido por Filipe La Féria e na Fundação Gulbenkian foi um dos intérpretes de O Amor em Visita – Poesia Portuguesa das Últimas Três Décadas, espectáculo de poesia dirigido por Gastão Cruz. Trabalhou com Luís Miguel Cintra no Teatro da Cornucópia, participando em A Fabulação de Pasolini e com Jorge Silva Melo nos Artistas Unidos participou em A Queda do Egoísta Johan Fatzer de Brecht (1999). Interpretou também O Método Gronholm do autor catalão Jordi Galcerán (2005) dirigida por Virgílio Castelo, Relativamente de Alan Aykbourn (2010) encenada por João Lagarto, Hedda de José Maria Vieira Mendes a partir da obra de Ibsen (2010) encenada por Jorge Silva Melo. Entre muitos outros.

Antonio Cerdeira 3jfif.jfif

Para além do Teatro, conta ainda com uma vasta e experiência também em televisão e Cinema.